SEAT IBIZA: O QUE ESTÃO DIZENDO...

O hatch espanhol já foi colocado à prova e revela algumas virtudes e defeitos do futuro Volkswagen Polo, irmão de plataforma que será vendido no Brasil

Convenhamos que a chegada do Seat Ibiza ao Brasil é pouco provável – para não dizer impossível. Quer dizer... Ao menos sob a forma de um hatch com sotaque espanhol, mas como Volkswagen Polo, ele virá, e ainda este ano. Foi o que a fabricante alemã revelou ontem, em Wolfsburg. Então, que tal conferir o que a imprensa achou do hatch lá fora e tentar prever o que teremos em breve por aqui? Convenhamos que a chegada do Seat Ibiza ao Brasil é pouco provável – para não dizer impossível. Quer dizer... Ao menos sob a forma de um hatch com sotaque espanhol, mas como Volkswagen Polo, ele virá, e ainda este ano. Foi o que a fabricante alemã revelou ontem, em Wolfsburg. Então, que tal conferir o que a imprensa achou do hatch lá fora e tentar prever o que teremos em breve por aqui?


E o visual? Bom... o visual é isso aí que vocês estão vendo nas fotos. Segundo o pessoal da Autocar (também na terra da Rainha), o desenho é “triangular, essa é a descrição”, ainda que o nosso brasileiríssimo seja muito mais conservador, como já revelamos em flagras. O acabamento está melhor? De acordo com John Simister, da Autocar, “a cabine é quase requintada”, porém, os plásticos rígidos em partes como painel e portas deixam claro que a Seat não é a marca premium do Grupo Volkswagen. Ainda assim, vale lembrar que o nível da concorrência por lá está a anos luz dos compactos vendidos aqui. No Brasil, deverá ser correto, mas não espere milagres.


É bom de dirigir? Os jornalistas do Top Gear disseram que o refinamento do Ibiza nem se compara ao do Golf, o que já era de se imaginar, enquanto a combinação de suspensão firme e amplo entre-eixos melhorou a estabilidade em comparação ao antecessor. Já o motor é (praticamente) o mesmo 1.0 TSI do up! e que, na Inglaterra, foi elogiado por ser econômico e rápido: são apenas 9,3 segundos de zero a 100 km/h. O ajuste do 1.0 TSI parte de 95 cv, mas os dados são da versão de 115 cv, dez cavalinhos a mais que o up!. O torque também é superior ao subcompacto nacional, são 20,4 kgfm a 2.000 rpm, face os 16,8 kgfm a 1.500 giros do VW. Na prática, o espanhol se aproxima mais do 1.0 TSI usado no Golf 1.0 TSI de 125 cv, cujo torque é o mesmo. Torcemos que o Polo utilize o mesmo ajuste por aqui.


Fonte de origem da notícia: http://revistaautoesporte.globo.com/Noticias/noticia/2017/03/seat-ibiza-o-estao-dizendo-por-ai.html


Deixe seu Comentário

Revendas

Siga a Levo